Resenha #77: A indomável Sofia

Título: A indomável Sofia
AutoraGeorgette Heyer
Editora: Record
Nº de Páginas: 406

Sofia Stanton-Lacy é alegre, impulsiva e de uma franqueza desconcertante, características que não combinam com o que se espera de uma mulher em sua posição na sociedade londrina do início do século XIX. Educada durante as viagens de seu pai, órfã de mãe, ela chega à casa de sua tia em Berkeley Square para derrubar as convenções e surpreender a todos com seus modos independentes e sua língua afiada. E Sophy parece ter chegado no momento certo: seus primos estão com muitos problemas. O tirânico Charles está noivo de uma jovem tão maçante quanto ele, já Cecilia está apaixonada por um poeta, e Hubert tem sérios problemas financeiros. A prima recém-chegada decide então ajudar a todos com sua determinação e impetuosidade, e acaba enfrentando agiotas, roubando os cavalos de seu primo e atirando de raspão em um honrado cavalheiro. Embora sejam sempre mirabolantes e arriscados, seus planos sempre dão certo e tudo parece estar sob seu controle. O que ela não espera, porém, é que seu primo Charles, que aparentemente não vê a hora de arrumar um marido para ela, de repente passa a enxergá-la com outros olhos...

Olá pessoal, tudo bom com vocês? Bem, acredito que não seja mais surpresa para ninguém que mal posso ouvir falar de um romance de época ou romance histórico que já quero lê-lo!

Imaginem minha surpresa – e felicidade – quando recebi este livro, que sequer imaginava que receberia?! Foi quase como ganhar um presente de aniversário ou natal! Rs

Enfim, ao receber este livro e ver um comentário atrás do mesmo que dizia que ler um livro de Georgette Heyer era tão bom quanto ler um livro de Jane Austen, bem, me empolguei de imediato e o coloquei em minha pilha de leituras e posso dizer que não me arrependi!

O livro tem como pano de fundo a alta sociedade londrina no início do século XIX e nos trás a história de Sofia, uma mulher criada por seu pai em meio às missões que o mesmo realizava e a frente dos padrões da sociedade de seu tempo.

Seu pai, se preparando para um expedição no Brasil, deixa a garota sob os cuidados de sua tia, Lady Ombersley e sua família, mas, é fato que eles não poderiam esperar o furacão que se aproximava! Rs

Pela forma como foi criada, Sofia é uma mulher que possuí certo teor de independência e a forma como a usa costuma chocar todos a sua volta! Dentre suas mais diversas aventuras e peripécias, ela resolve manipular a família de sua tia, da forma mais positiva possível, para que os mesmos saiam de suas vidas pacatas e mórbidas e consigam resolver seus problemas.

Quem não gosta nada disso é seu primo, Charles Rivenhall, noivo da maçante Srta. Wraxton, que não está disposto a deixar que a prima interrompa a suposta paz em que vive.


A partir daí, nos depararemos com diversas situações criadas por Sofia para colocar seu plano em prática, nos rendendo boas risadas e uma ótima leitura!



Bem pessoal, esse livro foi uma ótima leitura, sendo algo diferente do que tenho lido. Por ter sido escrito em 1950, e tendo a autora nascido em 1902, aqui temos um livro onde o panorama social e suas convenções nos são apresentados de uma forma muito mais crível, vívida, exatamente pela autora ter vivido próxima ao período narrado. Ainda que a mesma tenha nascido em uma época onde as mulheres já possuíam certa liberdade, ainda assim possui forte ligação com o período passado, podendo nos apresentar, portanto, uma ambientação muito convincente!

Não esperem cenas de sexo, beijos nem nada disso! No século XIX, nada disso era permitido antes do casamento e a escrita de Georgette é muito mais realista nesse sentido que as escritoras do século XXI. Na verdade, o romance aqui fica nas entrelinhas, na relação de cão e gato que Sofia e Charles vivem, podendo-se vislumbrar um sentimento ali, mas, nada declarado.

O ponto alto – e o diferencial – deste livro é sua protagonista indomável, ousada e irreverente, que vai te divertir do início ao fim. Por ter sido criada em meio a expedições e países distintos, Sofia é instigada desde sempre a ser uma mulher curiosa, inteligente, a buscar conhecimento e isso faz com que ela veja o mundo sobre outro prisma, ou seja, nada do que se esperava de uma mulher naquela época, até ser “jogada” em meio à sociedade londrina no ápice das convenções sociais rígidas, onde a mulher era preparada para se casar e servir ao marido.

O contraste entre a personagem e uma rígida sociedade londrina cheia de moralismo vai te divertir muito e você sequer pode imaginar as confusões que Sofia criará e claro, não as contarei para que descubram por conta própria!

A narrativa de Heyer é repleta de diálogos inteligentes, farpas e ironias trocadas pelos personagens ao longo da trama. Sua escrita é um pouco rebuscada, mas, nada que atrapalhe ou diminua o ritmo de leitura!  Só senti um pouco de falta de ritmo antes do aparecimento da personagem principal, mas, tenho consciência de que era uma introdução necessária. Após a mesma aparecer na história, o livro toma um ritmo muito bom e é impossível larga-lo antes do fim!

O trabalho gráfico feito neste livro está impecável, desde a revisão à diagramação. A capa está lindíssima, uma das mais bonitas da estante nesse gênero!

Bem pessoal, recomendo esse livro a todos que adoram os livros da Jane Austen, da Charlotte Brönte e que goste de um romance histórico envolvente, divertido e sem uma pegada muito grande de romance! Tenho certeza que também se deliciarão com esta obra!


Não deixem de comentar! Beijos e até o próximo post!


13 comentários:

  1. Sou apaixonada por romances que ficam nas entrelinhas ♥ ♥ Bom saber que esse livro tem disso. Li resenhas que apenas falam que ele é bom, mas nenhum falando sobre ele ter sexo, ou não sabe?
    Tô bem ansiosa para ler esse livro, Sofia tem me deixado curiosa.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Olá linda,

    Só pelo nome sabemos que a Sofia deve ser uma fera indomável haha e por isso fiquei loucamente desejosa por esse livro e já pedi para meu amigo me dar de presente haha.

    Beijos,
    booksmagiclove.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Nunca li nada da Jane Austen, é os romances de época que leio são todos escritos por mulheres da nossa atualidade. Mas, gostei do fato da personagem ser um pouco mais a frente de seu tempo. Um pouco aflita sobre esse livro, mas vou me arriscar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Eu já vi esse livro na estante de uma amiga e como você ela também gostou muito da história. O fato de o livro realmente retratar fielmente a época em que ele se passa é algo bem interessante, pois podemos ter um vislumbre melhor de como as relações aconteciam. No entanto, em romances de época, eu sempre sinto falta dos beijos inesperados, das cenas um pouco hot, acho que me acostumei demais com a forma como esse tipo de livro tem sido escrito ultimamente, mas ainda não consigo deixar de admirar a escrita da Jane Austen e por isso, acredito que posso vir a gostar dessa história e vou anota-la na minha lista para futuras leituras. Fico feliz que sua leitura tenha sido satisfatória.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi..
    Eu não sei nem o que comentar, acho que nunca vi uma capa tão bonita, e essa sinopse? Ah, eu quero p ontem.
    <3

    ResponderExcluir
  6. Eu adoro livros de época, imaginar como era a sociedade e toda cultura naquele período. Amei esse livro e vou colocar na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  7. Eu estou simplesmente maluca para ler esse livro!! Sua resenha conseguiu me deixar ainda mais empolgada com ele e quero lê-lo para ontem! haha Eu gosto de romances de época, históricos etc. E por ter esse diferencial tanto da protagonista ser mais "liberta" tanto pelo romance ficar em segundo plano me deixou ainda mais curiosa para conferir a obra. Espero fazer isso em breve!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela bela resenha. Eu quero muito ler esse livro, desde que vi a capa e a sinopse fiquei doida por ele. Quero muito conhecer a escrita da autora e as travessuras de Sofia.
    Bjo
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  9. Oi,
    Muito bom quando recebemos algo que não esperávamos, muito bom!!!
    Eu não conheço a escrita dessa autora, mas fiquei encantada com a capa e quando comparou com a diva, cheguei à conclusão que preciso ler e saber o que Sofia vai aprontar com essa família rsrs.
    Beijos e parabéns pela resenha

    ResponderExcluir
  10. Eu adoro romances de época, e esse já está na minha lista. Tenho duas amigas que leram e se apaixonaram, o que me deixou mais curiosa ainda para conferir a história. Espero ler em breve e dar muitas risadas com Sofia.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  11. Oii,

    Realmente todos estão falando muito bem desse livro. E estou com uma pequenina curiosidade em ler, mesmo não sendo fã de romances de época.

    beijos

    ResponderExcluir
  12. Oie
    Ainda não tinha visto uma resenha desse livro, mas ele parece bem divertido de ler! Caramba! Ele foi escrito em 1950? Gente, to precisando ler ele agora!! QUe bom que a autora foi bem realista e não colocou cenas de sexo no livro, acho UÓ romances de época que as protagonistas transam loucamente por ai. Vai para a pilha de desejados!!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  13. Oie
    Muito legal sua resenha, eu não sou fã de romance de época pois não tenho muita curiosidade pelo gênero mas sempre vejo muitos elogios então deve ser um livro bem legal pra quem curte

    BEIJOS
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir