Resenha #80 : O último dos canalhas


Título: O último dos canalhas
AutoraLoretta Chase
Editora: Editora Arqueiro
Nº de Páginas: 304


O devasso Vere Mallory, duque de Ainswood, está pronto para sua próxima conquista e já escolheu o alvo: a jornalista Lydia Grenville. Só que desta vez, além de seduzir uma bela mulher, ele deseja também se vingar dela.Ao se envolver numa discussão numa taverna, Vere foi nocauteado por Lydia e se tornou alvo de chacota de toda a sociedade. Agora ele quer dar o troco manchando a reputação da moça.Mas Lydia não está interessada em romance, principalmente com um homem pervertido feito Mallory. Em seus artigos, ela ataca nobres insensatos como ele, a quem considera a principal causa dos problemas sociais.Nesse duelo de vontades, Vere e Lydia se esforçam para provocar a derrota mais humilhante ao mesmo tempo que lutam contra a atração que o adversário lhe desperta. E, nessa divertida batalha de sedução e malícia, resta saber quem será o primeiro a ceder à tentação.

Oi pessoal, tudo bom com vocês? Após uma semana sem falar de romances de época (um verdadeiro milagre haha) , trago para vocês alguns comentários sobre o segundo livro da série dos canalhas, sendo este o último que será lançado no Brasil, infelizmente!

O livro da vez é O ultimo dos canalhas, e nos apresenta a história de Vere Mallory, duque de Ainswood, um libertino de marca maior, que se relaciona apenas com prostitutas e tem aversão a romances. A quem diga que tal libertinagem é uma herança de família, família esta que conta com um histórico de mortes muito grande.

Vere já enterrou mais pessoas que gosta de se lembrar, e a última delas o marcou muito. Seu primo, de apenas 10 anos, que está sob sua custódia morre, deixando-lhe o título e traumas que ele insiste em esconder.

Este libertino já escolheu seu próximo alvo e está é nada mais, nada menos que Lydia, uma jornalista que faz críticas à desigualdade social e injustiças que ocorrem sociedade do século XIX e a homens como Vere.

O caminho dos dois se cruza quando Lydia está tentando salvar uma menina de uma cafetina e Vere acaba entrando em seu caminho. Após um mal entendido, Vere tenta beija-la e ela lhe retribui com um soco em frente a várias pessoas, expondo o Duque e levando-o a ser motivo de chacota.

À partir daí os dois vivem se esbarrando e passam a ser como “gato e rato”. Vere acha que alguém deve ensinar bons modos a Lydia. Ela acha que ele apenas atrapalha sua vida.

Bem,  daí vemos o desenrolar de um romance extremamente divertido, que nos arrancará boas risadas e claro, bons suspiros também.


Bem, o que dizer dos livros da Loretta?! Que são encantadores? Que é incrível como ela tenta dar poder as suas personagens femininas mesmo em um período que isto não era muito comum? Que seus personagens são apaixonantes? Bem, isso tudo já falei para vocês na resenha de O Príncipe dos canalhas!

Falando do livro anterior, é bom ser lido antes deste. Em que pese serem livros independentes, no “O último dos canalhas” temos aparições do Lorde Belzebu, Jessica e seu irmão Bertram Trent, que aqui passa a ter importância no desenvolvimento da história e, devo acrescentar, deixa de ser um idiota!

A escrita da autora continua maravilhosa e envolvente. Quando pego uma  obra da Loretta, não consigo larga-lo antes do fim, e quando faço é com pesar, por falta de tempo.

Os diálogos construídos neste livro são muito bem escritos e prendem totalmente a atenção do leitor, o que considero outro ponto positivo da obra.

Os personagens são apaixonantes e, neste livro em especial, temos protagonistas que têm seus “próprios fantasmas” em seus passados e usam uma faixada para esconderem suas “cicatrizes”.

Lydia é uma mulher que sempre tenta ajudar os necessitados, principalmente às mulheres que são enganadas e obrigadas a se prostituírem. Ela tenta curar seus traumas ajudando os outros. Como já dito, ela é uma mulher a frente de seu tempo, que não quer pensar em casamentos ou ser submissa a um homem. Ela se reergueu, juntamente com o jornal em que trabalha, por seus próprios méritos e é algo do que se orgulha.

Vere já é o tipo de pessoa que repele qualquer tentativa de lhe dedicar amor, justamente por todas as perdas que já ocorreram em suas vidas. Ele se tornou um libertino de marca maior, mas, apesar de tentar esconder, este possui um bom coração, do tipo que salva crianças de um prédio que desabou, da dinheiro a pessoas que precisam, mas, tudo isso escondido. Ele só quer manter a pose de Canalha arrogante, que usa para se proteger, mas, é claro que isso não passa em branco para Lydia, que sempre acaba sabendo de tudo.

Juntos, eles se metem em muitas confusões e conquistam os leitores com sua inteligência e implicância. O que era para serem apenas provocações entre as partes os transforma em “parceiros de crime” e desperta sentimentos nos mesmos, que se esforçam para negá-los.

Enfim! Acho que já ficou claro que este livro é mais que recomendado, não é mesmo? Rs É um romance apaixonante, divertido e indispensável para os apaixonados pelo gênero!


Espero que gostem da resenha e comentem comigo se já leram o livro, se gostaram, se tem vontade de lê-lo... enfim! Beijos e até o próximo post!


15 comentários:

  1. Olá,

    Eu estou louca para ler esse livro, pois depois de ler o seu antecessor "O Principe dos Canalhas" me apaixonei pela escrita da autora e estou muito curiosa para conhecer esses personagens tão intrigantes. Espero em breve embarcar nessa leitura.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oii, tudo bem?
    Infelizmente não tenho muito interesse me ler essa obra, acho meio clichê este livro, diante do tema e do título em si, se fosse para ler, seria por mera curiosidade, sua resenha está maravilhosa.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Gostei da trama desse livro, ele parece ser muito bom de ler e acredito que essa relação de gato-rato deles trás algumas cituações engraçadas.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Nunca li romance histórico algum e confesso que não tenho qualquer vontade de começar, mesmo com tantas resenhas positivas. Sempre vejo muitas boas resenhas em referência aos livros da Quinn, mas ainda não ganhei coragem pra ir lá e ler. Quem sabe mais a frente. Mas que bom que a leitura foi tão boa para você. É bom quando a autora encanta a gente.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Esse livro é ótimo! PErfeito! Um dos melhores romances que já li! Estou cada vez mais extasiada com os livros que leio da autora, e cada um tornou-se preferido para mim. Eu estou adorando!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  6. Oi!!!
    Eu ammooo romances de época e a Arqueiro simplesmente domina esse ramo o que me torna totalmente alucinada pela editora hahaha...Ainda nao tive a oportunidade de ler esse livro, mas estou doida por essa série. As capas são fantasticas e pelo que disse, a historia encantadora.
    Gostei do formato da sua resenha e principalmente das fotos.

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá, adoro livros envolventes com personagens marcantes, mas não sei bem porquê, mas esse livro não me desperta muito interesse. Mesmo lendo ótimas resenhas como a sua, eu ainda não consigo me interessar por essa leitura.

    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Já vi umas pessoas falando desse livro. Não é muito meu estilo de leitura, acho que eu não me identificaria muito, mas nunca se sabe não é? Ótima resenha!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Oiee!! tudo bom?

    Eu fiquei com aquele receio de ler esse segundo livro da série, porque simplesmente sou apaixonada pelo casal do primeiro livro, Jessica e Sebastian. Mas me deparei com uma história que não deixou nada a desejar, e ainda me garantiu boas risadas com o relacionamento turbulento desses dois.

    =)

    ResponderExcluir
  10. Ooi! Já li uma outra resenha e me lembro de não ter me interessado por esse livro. Mas, após sua resenha acho que vou dar uma chance para os livros da autora :) ótima resenha!
    Beeijos

    ResponderExcluir
  11. Adoro romances de época e essa série já está na minha wishlist, gostei de ver o quanto você hosta da escrita da autora, espero gostar também!
    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Confesso que o título desse livro já não me agrada. Sim, sou dessas que julga a capa, o título... brincadeira. Mas não curto mesmo, e não curto o gênero também. Vejo várias pessoas falando bem desses livros, mas não consigo me sentir atraída pela leitura, mesmo você indicando, ainda não me conquistou.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?

    Pense em um livro clichê, mas muito clichê mesmo.. rsrs.. mas é um tipo de clichê que eu gosto.. Não sou especialmente fã de romances, mas as vezes é bom pegar um livro diferente do que estamos acostumados, vou guardar esse pra quando sentir necessidade de dar um tempo na Fantasia =D

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oie, tudo numa nice?!
    Eu vi vários posts por aí sobre esse livro, e confesso que me que interessei quando vi o cenário atrás do canalha porque eu gosto de arquitetura e história. E talvez essa seja a questão. Eu não curto romance de época, eu gosto de romance histórico. Para mim os romances de época sempre tem a mesma base e são meio clichês, uns mais trabalhados que outros. Eu já li algumas obras e percebi que não é o meu gênero.
    Mas que bom que curtiu o livro.
    Beijin...

    ResponderExcluir
  15. Olá!!!
    Esse livro quando li as premissas dele não chegou a me agradar, porém lendo e lendo resenhas sobre ele acabou que fiquei encantada com a história e curiosa em saber mais.
    Uma pena que a Editora não vai lançar o resto da série, pois quem gosta da série acaba ficando sem o resto dos livros :(
    Parabéns pela resenha que está incrível e com certeza vou ler esse canalha maravilhoso e conhecer essa mocinha há frente do seu tempo :3

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir