Resenha #82: O primeiro último beijo

Título: O primeiro último beijo
AutoraAli Harris
Editora: Verus Editora
Nº de Páginas: 447


O primeiro último beijo” conta a história de amor de Ryan e Molly, de como eles se encontraram e se perderam diversas vezes ao longo do caminho. Na primeira vez em que eles se beijaram, Molly soube que ficariam juntos para sempre. Seis anos e muitos beijos depois, ela está casada com o homem que ama. Mas hoje Molly percebe quantos beijos desperdiçou, porque o futuro lhes reserva algo que nenhum dos dois poderiam prever…Esta história comovente, bem-humorada e profundamente tocante mostra que o amor pode ser enlouquecedor e frustrante, mas também sublime. Na mesma tradição de P.S. Eu Te amo e Um Dia, O Primeiro Último Beijo vai fazer você suspirar e derramar lágrimas com a mesma intensidade.

Olá pessoal, tudo bom com vocês?  Hoje vim falar um pouco sobre um livro que literalmente acabei de ler. Sabe quando uma história mexe com você ao ponto de precisar falar dela assim que termina? Que te toca ao ponto de ter que fechar o livro várias vezes para respirar antes de voltar a história? Que te leva às lágrimas como poucos livros fizeram? Então!


Não me entendam mal, eu sou chorona e já chorei durante a leitura de vários livros, mais do que posso contar. Acontece que os livros que me levam as lágrimas geralmente são aqueles que envolvem guerras, dramas familiares, enfim!  Romances me fazem chorar, mas, não como esse – e apenas três outros livros fizeram. Chorei tanto assim, da última vez, em P.S Eu te amo, então vocês imaginam o quanto esse livro mexeu comigo.



Você pode me fazer um favor? Quebre uma regra hoje, enlouqueça, viva o momento. Abra seu coração. Depois, abra mais um pouco. Ame muito, ame mais ainda. Não tenha medo de se expressar, de gritar, de ser ouvido. Diga EU TE AMO. Aposte todas as fichas. Aposte todas as fichas no amor. Por mim. Porque eu não fiz isso. E agora não posso mais.

O primeiro último beijo, de Ali Harris, nos apresenta, através dos olhos de Molly, sua história de amor com Ryan, que surgiu já na adolescência. Acompanhamos seus altos e baixos e as batalhas travadas pelos mesmos para que sua história desse certo, para que o amor existente entre os dois perdurassem.


A premissa, à primeira vista, parece algo simples, clichê até, mas, não se deixem enganar! O diferencial deste livro se encontra na maneira como Ali Harris decidiu contar história, misturando fragmentos alternados entre presente e passado. Em uma narrativa não linear em primeira pessoa, passamos a conhecer a vida, as histórias do casal.

Alternamos entre Molly organizando uma mudança e as lembranças do relacionamento, em diversas fases de suas vidas. Por nos serem apresentadas lembranças que vem surgindo ao decorrer da mudança, temos, por exemplo, um acontecimento de 2002, logo após retrocedemos para os anos noventa, voltamos para 2005, enfim! À primeira vista pode ser um pouco confuso e pouco fluido, mas, tudo vai se encaixando e o leitor passa a compreender exatamente o motivo de tal narrativa e percebe que esta era a melhor forma de apresentar esta história e  a mais coerente, afinal, são fragmentos de lembranças causados por objetos que vão invadindo a cabeça da protagonista.

Acompanhando essa narrativa anacrônica, temos relatos de Molly, nos apresentado os beijos presentes de sua vida. Cada um deles faz a introdução a uma nova parte da história e pouco antes do fim do livro se torna compreensível o motivo de tais relatos e o título da obra.

Não bastasse todo esse diferencial na narrativa, a escrita de Ali Harris é extremamente envolvente.  Ela prende o leitor, de tal forma que, mesmo sabendo praticamente nas cem primeiras páginas o que me aguardava, me vi torcendo para que estivesse errada por todo o livro. Me emocionei de verdade com a leitura, ao ponto de, como já disse, ter que fechar o livro em diversos momentos e respirar fundo para conter as lágrimas.



O livro nos faz refletir sobre o amor, relacionamentos – suas dificuldades e desafios, recomeços, entrega, escolhas, aprendizado, dor, destino... enfim!  Tudo aquilo que estamos dispostos a enfrentar quando abrimos nosso coração e nossas vidas para uma nova pessoa. Nos mostra que o amor pode ser sublime, mas, que não é fácil. Que dificuldades surgem, ambas as partes erram e que, algumas vezes, estamos tão focados no "querer sempre mais" que acabamos esquecendo de valorizar o que temos, a ponto de quase perder tudo aquilo que nos faz tão bem. Sem dúvidas, este livro é uma lição, que merece ser lida e que emociona quem o faz.

Os personagens são extremamente cativantes e bem desenvolvidos – sejam eles secundários ou protagonistas. Você se apega aos mesmos, se emociona, torce.

Molly é uma narradora formidável. Poucos livros em primeira pessoa me agradaram tanto quanto esse. Ryan é o tipo de personagem apaixonante que te arranca suspiros.
Sabe o que eles tem de mais especial? Características, medos e sonhos que eu ou você, que está lendo esta resenha, provavelmente temos. Eles são personagens que beiram ao real e isso me encantou. Os mesmos comentem erros  tentando acertar e possuem características extremamente humanas. Aqui nesse livro, todos erram, sentem medo, angústias, então, não é difícil se envolver emocionalmente com eles, muito pelo contrário.

Queria muito falar de tantos outros aspectos da história, sobre seu desenvolvimento... mas infelizmente não posso! Seriam grandes spoilers e isso não seria legal.

Em relação à diagramação, está impecável. Não encontrei nenhum problema em toda leitura e essa capa está simplesmente maravilhosa!

Bem, assim como na sinopse do livro, recomendo a todos que gostam de Um dia e P.S. Eu te amo, e que claro, gostam de histórias de amor emocionantes, que levem às lágrimas. Espero que tenham gostado da resenha e que comentem ok? Beijos e até o próximo post!




20 comentários:

  1. Que fotos lindas e que resenha mais linda. Eu também já li esse livro e fiquei apaixonada pelo desenvolvimento da trama. Ah, também achei a Molly uma ótima narradora. E é legal mesmo sobre o fato do livro nos fazer refletir sobre amor e as dificuldades em uma relação. É uma leitura mais que recomendada mesmo,
    Beijos, Fer ♥

    ResponderExcluir
  2. Oiee ^^
    Esse livro também me fez chorar ♥ Quando a autora começou a jogar pistas sobre o passado da Molly, eu não imaginei que AQUILO tinha acontecido. Imaginei várias outras coisas, mas não pensei que a Ali fosse tão cruel...rs'
    Só me senti um pouco confusa com a narração, quando voltava para o passado ou ia para o presente, mas depois das primeiras cem páginas, me acostumei.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  3. I love your choice of pieces, it's super pretty.

    ResponderExcluir
  4. Eu morro de vontade de ler esse livro. Sua resenha está super completa e me matando de curiosidade. Acho essa capa muito charmosa. Ainda não li, mas acho mesmo que seja uma leitura muito envolvente e emocionante, daquelas que eu não vou parar de pensar no livro até terminar a leitura. Gostei das suas fotos (e da resenha, mas isso, nem precisava dizer). Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá, uau sabe que sou louca para ler esse livro desde que vi ele pela primeira vez, eu sou uma romântica de plantão então já da para imaginar que irei me apaixonar nesse livro! Amei a sua resenha e adorei saber que você recomenda ele!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Preciso ler esse livro para ontem. Sinto que ele me trará grandes emoções, apesar de achar que, provavelmente, vou me sentir um pouco confusa com a narração.
    Me agrada muito saber que os personagens são envolventes, que você se prende na história. Tudo parere perfeito, a trama, os acontecimentos. Enfim, espero ler e curtir tanto quanto você, também espero chorar.
    Anotei a dica e parabéns pela resenha.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Oiiiiiii

    Até então não tinha ficado curiosa com esse livro mas aí linda resenha e quero ler. Não sabia que ele era tão tocante assim ao ponto de não conter as lágrimas. Bom saber que ele é bem mais do que a premissa demostra pois achei bem clichê essa sinopse. Já adicionei a lista.

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bom?

    Adoro uma linda história de amor, mas confesso que nunca li nenhum livro com esse tipo de narrativa. Eu acho incrível quando o(a) escritor(a) consegue misturar o passado e o presente, mas sempre encontrei história com uma linha do tempo, sabe? Nada tão anacrônico como esse texto.

    A sua resenha me despertou a curiosidade para ler esse livro e como sei que vou chorar, já vou preparar os lencinhos, rs. Obrigada pela dica ;)

    Beijos.

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. AI Pollyanna, não tenho coragem de ler!
    ahahahahah
    sou muito medrosa!
    Amei seu blog, já tô seguindo!
    bjo

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Eu li esse livro, e por ver que era inspirado em Ps. Eu te amo fiquei com super espectativas e tals, mas nossa como a leitura foi difícil pra mim.
    As memórias da Molly são belas é claro, mas tinham momentos que eu não aguentava mais ver ela reclamar kkkkkkkk
    É claro que no final o livro fica lindo e vc está chorando feito uma boba, mas mesmo assim ainda acho que a autora poderia ter cortado algumas partes para fluir mais a história

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Só pelo nome e pela sinopse, eu já sei que alguém vai morrer :(((( Eu amo romances, mas confesso que odeio livros que me fazem chorar, acabam comigo!
    Ainda assim, pretendo ler esse livro, porque pela sua resenha, eu tenho certeza que vou amá-lo!
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Esse livro também mexeu muito comigo. Na época em que li, estava passando por umas poucas e boas, então imagina só. Adoro o fato de não ser linear, porque eu consigo entender fatos passados e ações no presente. E nossa, a escrita da autora é muito boa e fluida mesmo. Fico feliz que tenha gostado do livro também. <3

    ResponderExcluir
  13. Que livro fofo! Eu já havia lido resenhas sobre essa obra e já havia gostado da premissa, mas coma sua resenha, fiquei apaixonada pela obra. Acho que o livro me agradará bastante, pois adorei P.S. Eu te amo. Adorei a sua resenha!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  14. Ai meu Deus.
    Eu já queria ler esse livro, pois senti que essa capa fofa e esse título enganavam e agora com a sua resenha eu quero muito ler!!! Estou pensando em muitas possibilidades para o passado, para o presente e para o futuro deles... Adorei a resenha!
    Bjokas

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    Eu já tive a oportunidade de ler esse livro e gostei da trama apresentada, mas não me emocionei. Acredito que já imaginava como seria o final, por isso não fiquei impressionada com o que encontrei. Mas é uma bela história, bem delicada que conquistará a muitos.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  16. Sempre tenho que escrever sobre um livro assim que termino de ler, ou não consigo começar a leitura do próximo... mesmo que empaque pra fazer a resenha simplesmente não consigo ler outro enquanto ela não sai... hehe... São poucos livros que têm esse efeito sobre mim, de ter que fechá-los para respirar antes de continuar a leitura, mas sempre que isso acontece sou verdadeiramente conquistada. Além disso, adoro histórias que alternam entre presente e passado, e acho que essa tem tudo para me encantar. Espero me envolver tanto quanto você se envolveu!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  17. Olá!

    Só pela sua resenha e todos os detalhes que você abordou nesta, deu para perceber o quanto o livro mexeu com você e como a estoria neste é muito bonita. Achei a premissa do livro bem interessante, mas essa coisa de toda hora pular os anos parece ser bem confuso hein? Fiquei curiosa para saber a origem do titulo do livro e esses beijos haha. E claro ver o romance dos protagonistas.


    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Eu li esse livro recentemente e assim como você me apaixonei e emocionei bastante, só não chorei porque sou meio coração de pedra kkkkkk A Molly é uma personagem incrível e super cativante, ela é humana, tem medos e duvidas, e isso a torna mais real e faz com que nos identificamos também né? Confesso que essa forma de narração me deixou meio confusa algumas vezes, mas eu achei bem bacana e diferente. Enfim, é um livro que nos faz refletir sobre muita coisa mesmo e tem uma historia maravilhosa.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  19. Olá

    Esse livro tem causado bastante alvoroço, muitos blogueiros já leram e amaram. Sempre que isso acontece coloco minhas expectativas lá no alto e me decepciono com a estória, mas tenho um ótimo pressentimento sobre esse, tenho plena certeza que vou gostar ainda mais agora que você disse que até chorou.

    Bjosss
    Everton equipe Rillismo

    ResponderExcluir
  20. A história é realmente envolvente e encantadora, além de fazer pensar em tantas coisas...
    Eu demorei bastante para me acostumar com o vai e volta do tempo, e para mim, isso quebrou um pouco a magia da história - não que tirou a beleza, faz sentido ser contada assim, mas eu não gosto...rs
    Livro lindo, apaixonante e reflexivo que adorei ter na lista de lidos!
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir