Resenha #94: Sedução da seda

Título: Sedução da seda
AutoraLoretta Chase
Editora: Arqueiro
Nº de Páginas: 304


Talentosa e ambiciosa, a modista Marcelline Noirot é a mais velha das três irmãs proprietárias de um refinado ateliê londrino. E só mesmo seu requinte impecável pode salvar a dama mais malvestida da cidade: lady Clara Fairfax, futura noiva do duque de Clevedon.
Tornar-se a modista de lady Clara significa prestígio instantâneo. Mas, para alcançar esse objetivo, Marcelline primeiro deve convencer o próprio Clevedon, um homem cuja fama de imoralidade é quase tão grande quanto sua fortuna.O duque se considera um especialista na arte da sedução, mas madame Noirot também tem suas cartas na manga e não hesitará em usá-las. Contudo, o que se inicia como um flerte por interesse pode se tornar uma paixão ardente. E Londres talvez seja pequena demais para conter essas chamas.Primeiro livro da série As Modistas, Sedução da seda é como um vestido minuciosamente desenhado por Loretta Chase: de cores suaves e românticas em alguns trechos, mas adornado com os detalhes perfeitos para seduzir.

Olá pessoal, tudo bom com vocês? Hoje vim falar um pouquinho da nova série da Loretta Chase Publicada pela Arqueiro. Sim, estou falando da série das Modistas, que nos conta a história das irmãs Noirot, e vim falar um pouquinho sobre minhas impressões de leitura.

“A MODISTA. Sob essa denominação, devemos incluir não apenas o trabalho da criadora de vestidos e da chapeleira, mas também o da costureira... Bom gosto e imaginação são necessários, além de rapidez, discernimento e aprimoramento de vários estilos de moda, que estão sempre mudando nos mais altos círculos”.


Neste primeiro exemplar temos a história de Marcelline Noirot, a irmã mais velha das três irmãs Modistas, donas de um refinado ateliê Londrino. Talentosa e ambiciosa, quando toma ciência do casamento do Duque de Clevendon com a cafona Clara Fairfax, ela vê uma oportunidade de salvá-la do mau gosto e, como consequência, divulgar ainda mais seus vestidos, que são verdadeiras obras primas. Vestir a futura esposa do Duque consolidaria de vez o negócio das irmãs junto à alta sociedade.

Entretanto, para alcançar tal objetivo, Marcelline terá de convencer o próprio Duque, um homem com uma péssima fama de libertino e, para isso, ela vai atrás do mesmo em Paris.

O Duque, que se considera perito na arte da sedução, começa a tentar seduzir Marcelline, não contando que a mesma também tem suas cartas na manga e não hesita em usa-las e não esconde tal fato.

Contudo, o que se inicia como um flerte por interesse começa a se tornar um sentimento entre os dois, colocando Marcelline em uma posição difícil. Nutrir sentimentos pelo Duque talvez signifique perder a chance de sua vida. Como ambos reagirão a essa situação e sentimento?


Quando me deparei com essa capa em um encontro de romance de época, foi amor à primeira vista! Eu simplesmente tinha que ler este livro, escrito nada mais, nada menos que por Loretta Chase, a autora que me conquistou com a série dos canalhas.

Confesso que o início desse livro foi um pouco arrastado para mim, mas, acredito que tal fato se deve a nova realidade que nos é apresentada neste romance de época. Depois que ultrapassamos esse início, o livro toma um ritmo e flui facilmente, fazendo com que nos deleitemos  com a leitura.

(...)O que começara como um trabalho enfadonho – um ofício aprendido na infância, por pura necessidade de sobrevivência – havia se transformado no maior prazer e alegria da vida de Marcelline. El não era apenas a desenhista da Maison Noirot, mas também sua alma.

O primeiro ponto que se destaca é o fato das irmãs Noirot não serem mulheres que tem como missão se casar. O que elas realmente desejam é se tornarem bem sucedidas em seu ateliê, em sua profissão. Esse já é um grande diferencial não é mesmo?

Outro ponto forte foi a personalidade de Marcelline, que luta por seus sonhos, mesmo com dificuldade. Ela é uma mulher determinada, inteligente e que, em nenhum momento esconde do Duque que o está usando em prol de um bem maior. Ainda que ele não acredite, ela já deixou tudo às claras.

Junte todos esses fatores com o fato de que a personagem ainda é mãe solteira. Sim, neste livro temos uma mulher no século XIX que teve uma filha fora de um casamento, que acredita no poder da mulher e que luta por objetivos que vão além do casamento. Esse foi, para mim o grande diferencial em Sedução da seda.

Começamos a ver nesse livro mulheres fortes, com objetivos maiores ao que a sociedade impunha, isso acompanhado de um mocinho apaixonante.

Clevedon, que se encanta com Marcelline Noirot, está noivo de Lady Clara e não vê uma forma de romper tal compromisso devido a dívida moral que tem com a família da mesma. Quando ele passa a se relacionar com a modista, começa a sair de sua zona de conforto, o que dá um toque todo especial para o enredo do livro. É aquele relacionamento que faz com que a pessoa cresça, amadureça e evolua, sabe?

Ainda contamos com personagens como a filha de Marcelline, Lucie, ou como prefere ser chamada, Princesa Erroll, que dá um toque todo especial e fofo ao livro, bem como suas irmãs, que são personagens fantásticas e fortes. Outro ponto que adorei nesse livro foi a forma como Lady Clara passa a se conhecer e se fortalece nessa obra. Confesso que queria um livro contando mais sobre ela.

Loretta, em seus livros, dá voz as mulheres de uma forma que não costuma ser mostrada em quase nenhum romance de época, e simplesmente amo isso.

A diagramação do livro está impecável, acompanhando a capa perfeita do exemplar. Não encontrei nenhum erro no texto que pudesse prejudicar a leitura.

Enfim! Se você procura um romance de época apaixonante, mas, que além de todo o tom de romantismo, ainda traga mulheres fortes, decididas e com objetivos que fogem de casamentos arranjados, este é seu livro. Fica aqui minha sugestão para que iniciem a série, enquanto aguardo ansiosamente o próximo livro!


Bem pessoal, é isso! Não deixem de comentar ok? Beijos e até o próximo post!


28 comentários:

  1. Olá
    Eu já conhecia esse título, mas adorei poder ler seus comentários a respeito, especialmente porque gostei muito do estilo de escrita da autora quando li outro título seu. Achei essa capa maravilhosa e estou bem empolgada para conferir essa história.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Pollyanna!

    Eu amo esse livro! Aliás, desde O príncipe dos canalhas passei a amar a Loretta Chase! Sem falar da capa né? Super bonita! E super concordo com vc Lucie dá todo um toque especial na história!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Oi, todo mundo fala muito bem da Loretta. Eu gosto de romances que fogem dos clichês e tal. Acho que isso é importante pra fazer uma história original, afinal com tantos romances de época, é normal que acabe virando "modinha". E muitos autorxs acabam naquela coisa: mesma receita e só muda a forma do bolo. Eu fiquei com vontade de conhecer a história, de conhecer o mundo da moda do romance de época, afinal a moda era algo bem importante na época.

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Pollyana,

    Eu quero muito ler esse livro. Primeiro, porque minha primeira experiência com a autora não foi tão boa. Mas pelo visto mulheres forte é uma marca dela.
    O fato de a protagonista ter seu próprio negocio, também dá um ar de mulher a frente do seu tempo, independência e gosto muito disso se tratando de um romance de época. Como você mesma ressaltou na resenha.
    Fiquei mais animada ainda por essa leitura.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  5. Oi,

    Eu li esse livro há pouco tempo e fiquei perdidamente apaixonada. Eu não tinha tido até então uma experiência boa com a Loretta, mas esse livro veio para mudar meu conceito sobre a autora. Eu amei a Mar (apelido carinhoso rs) e amei Clevedon. Toda a história me pareceu bem diferente, já que não se passa na aristocracia e sim na burguesia. É mesmo muito apaixonante. ♡

    Adorei a resenha, beijos =)

    ResponderExcluir
  6. Essa capa é linda demais. Eu sou apaixonada por romances de época e acho que esse começo arrastado não seria dessa maneira para mim, já estou super acostumada e adoro as descrições e cada detalhe da época. Gostei de conhecer um pouco mais sobre a história e não vejo a hora de ter a série completa. Ainda não li mas já tenho planos para ler todos os volumes.

    ResponderExcluir
  7. Um romance de época onde a protagonista tem seu próprio negócio e é de ser mãe solteira? E de quebra acaba se envolvendo com o noivo da futura cliente e a própria acaba se descobrindo de alguma forma? Quero ler com toda a certeza desse mundo! Preciso imediatamente!
    Abraços e beijos da Lady Trotsky.
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Gosto muito de livros do gênero e fiquei bastante curiosa para saber que cartas na manga Marcelline apresenta, como esse flerte por puro interesse começa a se transformar em sentimento e o que irá acontecer entre ela e o Duque.
    A capa é muito bonita e sua resenha só me deu mais vontade de ler a obra.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Esse livro tem uma mocinha bem diferente das outras. Uma mulher viúva que só quer cuidar da irmãs e da filha. Ele é forte e muito decidida, as vezes irritante. Clevedon é um amor e me apaixonei por ele logo que conheci.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  10. Essa capa é realmente maravilhosa e apaixonante!! Se eu gostasse de romances de época, o livro estaria na minha lista, mas como não curto muito o gênero passo a dica, ainda que esse seja mesmo diferente. Acho que nunca ouvi falar de um romance desse tipo com uma mãe solteira, e nem com protagonistas que não tivessem o foco no casamento, e sim na carreira. Já vi muitos elogios ao enredo e fico feliz que tenha gostado, só não é pra mim mesmo.

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    O gênero não é algo que me atrai mas só de saber que temos representatividade feminina de maneira tão forte e imposta, que não tem como não ter curiosidade para ler, talvez seja a hora de dar mais uma chance ao gênero. Adorei a capa dele, é algo que chama muito a atenção.
    Beijos,Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. A Loreta está se tornando uma das nossas damas de época né? Ela junto com a Quin, a Tessa Dará estão conquistando o seu espaço e nos brindando com livros incríveis que junto com essa capa divina nos transporta para uma outra época. Amei sua resenha e suas considerações sobre o livro!

    ResponderExcluir
  13. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro em especial mas sim já tinha ouvido falar da autora... e ate já tinha tido curiosidade em ler algo dela... Contudo, não gosto la muito de romances de época... :)

    So não conhecia esse toque da autora de dar essa voz as mulheres! :) Que bom que se distingue do normal do género! :) QUe bom que gostaste!! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem? Romance de época é um gênero de leitura que definitivamente não chama minha atenção e não consigo me prender nos enredos. Não é um livro que eu leria mais acho essa capa linda e entendo seu amor a primeira vista por ela. E uma coisa que achei muito bacana foi saber que a Loretta da voz as mulheres bem diferente do que estamos acostumados a ver dessa época.
    Bj

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Nunca li romance de época, mas quando vi esse livro me apaixonei por essa capa, ela é tão linda! Sem falar que a autora é super elogiada, né?
    O que me deixa com vontade de comprar o livro além dessa capa maravilhosa é a protagonista. Eu AMO o fato dela fugir dos padrões de todas as moças da época, ainda mais quando um romance acontece com uma mulher tão independente e segura de si. Também acho incrível saber que ela preze mais pelo trabalho do que por um casamento arranjado. Só pela resenha já sei que irei amar essa personagem e quero muito ler o livro um dia.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Eu não costumo ler romances de época, pois é um gênero que não me agrada muito. Mas já vi várias resenhas sobre esse livro e todos adoraram a história.
    O que é muito legal nesse é que tem muitas mulheres fortes e que não precisam de ninguém para conseguirem o que querem. Isso, para mim, é muito importante!
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oie....
    Essa série da Arqueiro tem um enredo mega cativante! Já tenho esse exemplar aqui na minha estante e pretendo ler em breve.
    Parabéns pela resenha ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. OI!!


    Nunca li nada da Loretta, entretanto o fato desse romance de época quebrar todas as convenções de um livro histórico "floreado" é atrativo me atraiu. Afinal, uma mulher ser mãe solteira, comandar um negócio e ter como par romântico um duque pertencente a nobreza é no mínimo curioso. Nunca me entusiasmei em ler nada da autora, mas suas informações mexeram comigo e me interessei especificadamente pelo enredo desse livro. Beijos e obrigada pelos detalhes tão importantes e cativantes.

    ResponderExcluir
  19. Olá, eu e essa capa foi amor à primeira vista, muito linda! Ele já estava na minha lista de próximas leituras e estou mais empolgada ainda para começar, adorei saber dos diferenciais que a autora traz nessa série, mal posso esperar
    Beijos, Luana

    ResponderExcluir
  20. Olá, adorei sua resenha, já tinha lido milhares sobre esse livro, a uns meses atrás ele estava num sucesso que só jesus na causa, mas nenhuma delas tinha me passado essa visão de como a personagem principal é forte e indepedente e uma filha não havia sido citada, pelo menos não que eu me lembre,não gosto de romances de época mas você me colocou uma pulguinha atrás da orelha por esse ai, talvez um dia o leia

    ResponderExcluir
  21. Olá!!!
    Adoro romance histórico e a Arqueiro como sempre não deixa a desejar!!! Li o livro e gostei bastante,apesar de algumas partes principalmente o começo ser bem chatinho.
    Em todas as partes que a filha da Marcelline aparecia eu queria matar aquela pivete de tão chata que ela é.
    Mal posso esperar pelo próximo livro!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/09/resenha-pecados-no-inverno-lisa-kleypas.html

    ResponderExcluir
  22. Oii,
    Eu particularmente não gosto de romance de época, mas a série As Modistas me atrai bastante, mas eu preciso que minha ressaca literária passe para que eu consiga ler os livros sem travar e acabar largando. Adorei sua resenha, me deu mais vontade de ler :D Fora que a capa é linda!

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá amore,
    Olha sem dúvidas trata-se de uma capa belíssima, no entanto, o gênero não me instiga muito não.
    Gostei bastante da tal personalidade de Marcelline, no entanto, não foi algo tão forte a ponto de me fazer ficar com vontade de ler o livro nesse momento.
    Beijokas!!!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Já ouvi falar dessa série e acho a premissa bem interessante, pois a mocinha não parece fazer o tipo que fica esperando as coisas caírem em seu colo não é? Achei legal ela ir atrás do duque para oferecer seus serviços e precisar convencê-lo a isso. Também gostei de saber dessa paixão que surge entre eles e que a mocinha sabe que isso pode fazê-la se perder completamente.
    Estou muito curiosa para conhecer essa história, sua resenha está incrível.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  25. Olá!!

    Eu também conheci esse livro num evento sobre romances de época da Arqueiro. Achei a capa super linda, mas acabei não comprando.
    Achei o enredo super interessante e empolgante e adorei demais saber que a Marcelline não se dobra à exigências da sociedade de sua época e corre atrás de seus sonhos. Nada como uma mulher bem empoderada, né?!
    Sua resenha está ótima e me deixou super animada para ler. Obrigada pela dica.

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9¾

    ResponderExcluir
  26. oOIE
    Então eu adoro romances de época e esse já esta na minha lista a um tempinho quando nunca tinha lido resenha de nenhum livro dessa serie apesar de saber que a Loretta Chase é muito diva sempre via a capa que por sinal é muito linda mais saber que se trata de uma historia de mulheres fortes aumentou ainda mais a minha curiosidade.
    Adorei a dica muito bom saber o que você achou do livro.
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  27. Não conhecia essa serie gente, amei essa capa e esse tom. Vou confessar que não li muitos livros no gênero romance de época, leio mais os históricos. Mas li um da Gutenberg e me encantei, porque a mocinha era forte e decidida também, me encantei por essa que apresentou, pelo fato das mulheres serem fortes, porque um dos fatos que me desanimava a conhecer o gênero sempre foi as mocinhas idiotas, que aceitavam tudo dos homens e maridos, me deixava muito irritada e um livro da Meg Cabot me deixou muito desanimada nesse sentido. Mas que bom que tem series com mocinhas decididas como essa, já quero.

    bjs

    ResponderExcluir
  28. Olá,

    Além de uma capa bonita, o fato de ser escrito pela Loretta me deixa mega animada para fazer essa leitura. Já li um outro livro da autora e adorei! Por isso, espero gostar tanto desse livro como gostei de O princípe dos canalhas *---*
    Suas fotos ficaram maravilhosas 😍 amei real.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir