Resenha #100: Dez formas de fazer um coração se derreter

Título: Dez formas de fazer um coração se derreter 
Autora: Sarah Maclean
Editora: Arqueiro
Nº de Páginas: 352


Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.
Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.
Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.
Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.
*Compre aqui: Saraiva , SubmarinoAmericanas

Olá pessoal, tudo bom com vocês? Hoje chegamos a resenha de nº100! Decidi que deveria ser de um livro especial e do gênero romance de época (que é meu gênero favorito)!  É com isso em mente que trago hoje para vocês a resenha de Dez formas de fazer um coração se derreter. Já adianto que a história de Isabel e Nick é APAIXONANTE!  Bora conferir?


Neste livro Sarah nos presenteia com a história de Nicholas St. John e Isabel Townsend.

Isabel é filha de um conde e teria para si o futuro esperado pela sociedade, se não fosse o pequeno detalhe: ser filha do conde perdulário. O mesmo não possui respeito nenhum por sua família e chega a extremos como apostar a própria filha nas mesas de jogos.

Uma vez que sua mãe faleceu e seu irmão ainda é muito jovem, a mocinha assume para si mais responsabilidades que deveria, não se preocupando com salões de baile e etiqueta e sim com sua sobrevivência e daqueles que dependem dela.

Quando seu pai vem a óbito, ela se vê sem alternativas senão vender a coleção de estátuas de mármore que foram de sua mãe, sua única herança.

Sr. Nicholas é um especialista que chega a cidade, como um sinal. A verdade, no entanto, é que ele está procurando a irmã de um de seus amigos que se encontra desaparecida desde que empreendeu uma fuga e claro, foge das pretendentes que caem a seus pés desde a reportagem de “Pérolas e Peliças”, que o expôs para toda sociedade londrina como um dos melhores partidos para casamento.

Quando os dois se encontram de uma maneira nada sutil, onde Nick salva Isabel, o mesmo aceita avaliar as estátuas de Isabel, mal esperando que encontraria uma mulher obstinada, misteriosa, interessante e que não se importa nem um pouco com o jornal de fofocas e suas recomendações.

A coleção teria sido o suficiente para mexer com os sentimentos dele, mas agora, ao ver a preocupação inundar o olhar dela, Nick soube que não eram só as esculturas que o estavam prendendo em Yorkshire. Ele queria saber todos os segredos de Lady Isabel.

Isabel por outro lado, está prestes a ter suas certezas questionadas. Será mesmo que nenhum dos homens são confiáveis?


Em meio a um romance cheio de turbulências, segredos e amor, veremos uma história linda, apaixonante e extremamente envolvente.



Logo no início do livro, vemos as consequências da conduta do conde perdulário na vida de sua filha Isabel, o que nos faz entender bem sua personalidade. A mesma é uma mulher que não mede esforços para proteger aqueles que ama e que dependem dela, mas, que não confia nos homens e que tem dificuldades de acreditar em si mesma.

Ainda assim, ela passa por cima de seus medos e temores para ir atrás do que quer e isso é um dos pontos mais marcantes da personagem.

Nicholas – que conhecemos no livro anterior – é um personagem com bom coração, que não pode ver uma mocinha em apuros e não correr para ajuda-la – o que o coloca em apuros algumas vezes. Ele fica intrigado com Isabel e, mesmo sem interesse nenhum em se envolver com uma mulher no momento – ele vai ficando fascinado pela personalidade da moça que sobe em telhados para consertá-los, usa calças e administra uma propriedade incomum sozinha.

O romance entre os dois é gradativo, convincente e apaixonante. Quando você se dá conta, estará torcendo para que ambos descubram seus segredos e fantasmas, para que possam ficar juntos. Os personagens amadurecem juntos e aprendem o valor da sinceridade, do companheirismo e do perdão e isso são apenas alguns dos pontos positivos do livro.

Esse é um romance envolvente, apaixonante e divertido, onde contaremos com uma mocinha totalmente fora dos padrões, ainda que filha de um nobre, um mocinho que está sendo perseguido pelas solteiras, um enredo com doses certas de humor e claro, uma mensagem sobre o poder das mulheres e a importância de se apoiarem, de estarem juntas.

A maior parte dessas mensagens relativas ao feminismo são passadas através da casa de Minerva, a qual não vou explicar para não dar Spoilers, mas, não posso deixar de comentar que foi inspirador ver as mulheres se unindo e dando forças umas para as outras, em uma época onde mulheres eram tratadas como meros objetos. É muito interessante como esses conceitos são inseridos na história, mas, sem tirar a humanidade dessas mulheres que ainda assim se sentem inseguras e com medo algumas vezes (quem nunca se sentiu assim, não é mesmo?).

Sarah Maclean desenvolveu um enredo respeitando os elementos da época na qual se passa o livro, passando mensagens importantes para atualidade e nos envolveu em uma trama diferente de muitas outras que encontramos nos romances do gênero. Ela nos brinda com uma história ímpar, com elementos e realidades que não costumam ser abordadas, de uma maneira envolvente e fluida.

Não posso deixar de citar a importância das introduções dos capítulos com “Pérolas e Peliças”, onde são dadas dicas para e conquistar um lorde. As dicas para as mocinhas solteiras são muito divertidas e proporcionam bons momentos ao leitor!


Fica aqui minha recomendação para que vocês se encantem por esse livro, assim como eu! Se deixem apaixonar pela história de Nick e Isabel e claro, pela escrita de Sarah! Beijos e até o próximo post!


17 comentários:

  1. Olá
    Euu já conheço a escrita da autora e minhas expectativas estão em alta para iniciar mais essa série. Adoro romances de época, por isso sei que posso me surpreender bastante. Eu fiquei completamente apaixonada por essa capa e a premissa me intriga muito, por isso espero poder ter a oportunidade de ler também! Adorei saber que há essas mensagens a respeito do feminismo, e fiquei bem curiosa pelo desenvolvimento disso e dos próprios personagens em geral.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem????
    Eu não sou muito fã de romances de época... Tá, confesso. Não gosto nada hahahhah
    Mas essa série está me chamando a atenção justamente por abordar mocinhas fora do padrão. Primeiramente foi a anterior que queria quebrar as regras. Agora essa que protege outras garotas. Como feminista, não posso negar que meu coraçãozinho bate forte nessas horas hahahah
    Acho que não leria os livros por causa do gênero que não me agrada, mas fico feliz que assuntos tão importantes estejam sendo abordados :)
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Estou em um momento muito forte de romances de época e lendo a sua resenha, acredito 100 % que irei gostar bastante deste enredo aqui. O que mais me chamou a atenção na sua resenha foi você falar que apesar dela ter respeitado os elementos da época, as mensagens são atuais.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. É segunda resenha que vejo sobre esse livro, na primeira eu já tive vontade de ler, agora quero ler mais ainda. Eu nunca li nenhum livro de romance de época, mas esse parece ser uma boa história para dar início ao gênero na minha vida hahaha. Pelo que me parece, é uma história super envolvente e apaixonante, como você disse. Já está na lista, ansiosa para ler!
    Beijos,
    Nay

    http://travelingbetweenpages.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Humm fiquei tão encantanda com sua resenha que me deu muita vontade ler.
    Estou precisando suspirar com uma história de amor e se ainda bem escrita, porque não?
    Dica anotada. bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá, eu estou com essa série aqui só me chamando para ler, mas ainda não chegou o momento. Estou lendo no entanto, um romance de época agora e gostando muito, mas não é meu gênero preferido como é o seu. Espero que eu goste tanto dessa série como você. No mais, parabéns pela resenha número 100, que seu blog tenha sucesso e continue crescendo sempre. Beijos

    ResponderExcluir
  7. Eu me apaixonei pelo primeiro livro dessa série e estou louca para ler esse segundo. A capa é perfeita e o gênero me agrada muito, tenho certeza de que a leitura será apaixonante e gostie muito de ver a sua resenha e saber mais sobre o livro antes de ler =D não vejo a hora do meu chegar para eu matar logo a minha curiosidade, que está me consumindo kkkk

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia esse livro, mas me interessei. Amo romances de época. E também adoro personagens fora dos padrões. Gostei muito da dica e da resenha. Obrigada e parabéns!

    ResponderExcluir
  9. Esse livro!!! Estou com os dois na lista de compras do mês e não aguento ver resenhas porque ficou louca pra ler pra poder comentar sobre ele também kkk
    Um beijo <3

    ResponderExcluir
  10. Eu adoro romances de época, ainda mais quando de alguma forma fala de coisas reflexivas, como nesse caso é sobre o feminismo. Achei demais as mulheres se unirem. <3 Parece uma leitura muito envolvente, quero muito ler!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  11. Olá...
    Esse livro vem rendendo ótimos comentários pela web, a cada resenha que leio a minha vontade de ler aumenta! Gostei de saber que a obra passa uma mensagem sobre feminismo e isso com certeza dá um toque especial a obra, ainda, mais se passando em uma época em que as mulheres eram tão submissas.
    Quero muito. muito, muito ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Romance de época também é um dos meu gêneros favoritos! Adorei que esse além de respeitar muito bem os elementos da época, também passa mensagens muito importantes sobre o feminismo. Adorei a sua dica e mal posso esperar para ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Parabéns pela resenha de número 100 e que ela se multiplique por mil.
    Eu não sou fã de romance de época é è o único gênero que de fato eu não leio mais tenho certeza que para quem gosta esse livro é um prato cheio.
    O conde é um personagem logo de cara vem odiiso hein? Como assim apostar a própria filha em jogos?!
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Oláa!
    Eu me apaixonei pelo Nick desde o primeiro livro e passei a gostar mais dele nesse, dei boas risadas com a história e também recomendo muito! Isabel é ótima, achei que todos os pontos "negativos" da personalidade dela foram bem justificados. Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  15. Oi, já sei sobre o que se trata a Case de Minerva, pois li em outras resenhas e achei muito altruísta da parte da Isabel.
    Eu amo romance de época e quero muito ler essa série da Sarah, inclusive tenho o primeiro, mas ainda não pude ler. Tenho certeza de que torcerei muito por Nick e Isabel! <3

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?
    Nunca li nada da Sarah MacLean, mas morro de vontade. Quero primeiro terminar a série Os Bridgertons para depois ler outros romances de época. Não posso ir com muita sede ao pote porque quando leio demais livros de um genero só acabo enjoando. É, no fim, às vezes acaba sobrando para os autores minha insatisfação pessoal.
    Parabéns pela centésima resenha. Que venham muitas outras!
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Eu sou super suspeita de falar pois amo um bom romance de época, e apesar de não ter lido nenhum livro dessa série ainda, sua resenha me trouxe uma ótima proposta. Fiquei bem curiosa para conhecer os personagens que parecem cativantes e diferentes. Fiquei muito animada mesmo e espero uma hora dessas conhecer a série. Ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir