Resenha #113: Suzy e as àguas vivas

Título: Suzy e as águas vivas 
AutorAli Benjamin
Editora: Verus
Nº de Páginas: 222


Às vezes, quando nos sentimos mais solitários, o mundo decide se abrir de formas mágicas.Suzy Swanson está quase certa do real motivo da morte de Franny Jackson. Todos dizem que não há como ter certeza, que algumas coisas simplesmente acontecem. Mas Suzy sabe que deve haver uma explicação — uma explicação científica — para que Franny tenha se afogado. Assombrada pela perda de sua ex-melhor amiga — e pelo momento final e terrível entre elas —, Suzy se refugia no mundo silencioso de sua imaginação. Convencida de que a morte de Franny foi causada pela ferroada de uma água-viva, ela cria um plano para provar a verdade, mesmo que isso signifique viajar ao outro lado do mundo... sozinha. Enquanto se prepara, Suzy descobre coisas surpreendentes sobre o universo — e encontra amor e esperança bem mais perto do que ela imaginava. Este romance dolorosamente sensível explora o momento crucial na vida de cada um de nós, quando percebemos pela primeira vez que nem todas as histórias têm final feliz... mas que novas aventuras estão esperando para florescer, às vezes bem à nossa frente.

Olá pessoal, tudo bom com vocês? Hoje venho falar de um livro super deliciado e que trás mensagens muito pertinentes. O livro da vez é Suzy e as águas-vivas, escrito por Ali Benjamin e publicado no Brasil pela Verus Editora.


O livro nos trás a história de Suzy, uma menina de 12 anos extremamente inteligente e curiosa, que está vivendo um momento de luto. Sua melhor amiga Franny, morreu afogada nas férias e Suzy não entende como alguém que nadava tão bem poderia ter morrido justamente daquela forma. O que os adultos costumam dizer para a menina é que “coisas assim acontecem”, explicação que ela simplesmente não consegue aceitar.

"Às vezes as coisas simplesmente acontecem", minha mãe havia me dito. Foi uma resposta terrível, a pior possível.
A senhorita Turton diz que, quando acontece algo que ninguém consegue explicar, significa que chegamos aos limites do conhecimento humano. É aí que a ciência é necessária. A ciência é o processo de encontrar explicações que ninguém mais pode lhe dar.
Às vezes as coisas simplesmente acontecem não é uma explicação. Não é nem remotamente científico. Mas, por semanas a fio, isso foi tudo o que eu tinha.
Até que me vi naquela sala no piso inferior do aquário, olhando para as àguas-vivas do outro lado do vidro.

É em uma visita da escola ao aquário que Suzy se depara com uma espécie de água viva que é letal para o ser humano. A partir daí ela começa a pesquisar, com o intuito de provar que coisas assim não acontecem simplesmente.

É através de sua narrativa em primeira pessoa, intercalada entre presente e passado, sendo este último tempo verbal, escrito como se fossem cartas, que conhecemos a história bela, emocionante e extremamente delicada de Suzy e sua busca por respostas.


Perder alguém que amamos nunca é fácil, não é mesmo? Quando se é adulto e uma fatalidade acontece com alguém que amamos, é muito difícil seguirmos em frente sem sentir a perda e saudades daquela pessoa. Imagina quando isso acontece com uma criança de 12 anos.

Quando soube desse livro, o que mais chamou minha atenção foi essa questão de uma criança lidando com a perda de sua única amiga, ainda que a amizade das duas estivesse bastante fragmentada quando a fatalidade ocorreu.

Confesso para vocês que não foi um dos livros de minha vida, como foi para tantas pessoas das quais eu li as resenhas, mas foi uma obra que me conquistou com uma narrativa sensível e emocionante na medida certa, sem dramas excessivos. Essa é uma leitura rápida que te envolve e não te deixa larga-la antes do fim, com personagens extremamente cativantes, com os quais você simpatiza de cara.

Ver a forma como aquela criança vai superando o trauma da perda, o modo como vai amadurecendo e a maneira como a família tenta ajuda-la a passar por aquela fase me agradaram muito.

Os seres humanos podem ser os mais novos habitantes desse planeta. Nós podemos ser muito frágeis. Mas também somos os únicos que podem decidir mudar.

Suzy é aquele tipo de criança que nos cativa em livros, nos dando vontade de apertar e a ausência de diálogos da mesma em partes do livro só deixam a leitura ainda mais delicada, passando de maneira mais efetiva a mensagem que a autora desejava passar.

Enfim! Recomendo este livro para quem está à procura de uma obra leve, envolvente, delicada, que cativa e emociona. Tenho certeza que este livro é uma ótima pedida para todas as idades.


Espero que tenham gostado da resenha de hoje! Não deixem de comentar ok? Beijos e até o próximo post!


29 comentários:

  1. Oi, Pollyanna!
    Já ouvi comentários muito positivos sobre esse livro e a curiosidade bateu.
    mas vou com calma e baixar as expectativas.
    Não sei se vai se tornar o livro da minha vida como para muitos foram, mas quero sim poder apreciar a luta de Suzy a cada dia. ^^
    Suas fotos estão muito lindas! Adorei!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Adorei poder conferir suas impressões a respeito desse livro, que para mim é muito bem desenvolvido e eu adorei todas as características apresentadas. Como já deu para perceber, eu também já fiz essa leitura e particularmente adorei a narrativa e os elementos inseridos. Foi uma boa surpresa e recomendo bastante a leitura, é muito envolvente, leve carismático né?!. Suas impressões refletem bem as minhas próprias e que bom que curtiu a leitura!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem ?
    Então, quando criança perdi um amigo afogado, é algo que ainda mexe bastante comigo, mesmo tendo mais de 20 anos (nossa, como o tempo passou), por isso não sei se essa seria uma leitura prazerosa ou até mesmo curiosa para mim. É um tema que realmente eu pulo. Mas gostei de saber as suas impressões sobre a Suzy, porque é fato que se torna uma luta a cada dia, ainda mais quando somos mais novos realmente essa coisa de que acontece, não é algo que se entende facilmente.
    As fotos ficaram muito boas.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Polly

    Primeiro tenho que elogiar as suas fotos, estão lindas!
    Realmente esse livro foi o livro da vida de muita gente. Às vezes eu me acho muito insensível, pois livros com crianças raramente me emocionam.
    Não sei se leria a história, ela tem uma parte mais científica, né? Onde há explicações sobre as águas-vivas... pelo menos li isso em outras resenhas. Isso não chama muito minha atenção, então acho que não lerei o livro. :)

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Olá... não é meu tipo de leitura favorita, dessa vez, vou deixar passar.... mas deixa eu ressaltar que tua resenha está linda e as fotos mais lindas ainda.... no momento, quero algo mais real, mais sombrio e até, por que não dizer, mais pesado.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Que premissa diferente! É dificil termos crianças sendo protagonistas de livros e ainda mais superando traumas tão reais. Parecer ser uma história encantadora, e a capa é linda! ❤

    ResponderExcluir
  7. Este foi um dos melhores livros que eu li ano passado e só de ler a sua resenha e reencontrar a Suzy, fiquei emocionada. Concordo com tudo o que você falou e gostaria que mais pessoas essem esse livro.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá Polly ♥
    Vi muitas pessoas falando super bem desse livro, e minha vontade em fazer a leitura só está aumentando a cada resenha nova que leio. A premissa é maravilhosa e me enche os olhos. Quero muito conhecer a Suzy, parece que mesmo com tão pouca idade ela tem uma determinação em fazer toda a pesquisa. Imagino quanto deve ser difícil para uma criança de 12 anos lidar com o Luto. Como sou uma manteiga derretida com toda certeza prevejo lagrimas quando for ler. Pretendo em breve poder fazer a leitura desse livro, beijos!

    ResponderExcluir
  9. Eu já ouvi falar desse livro por aí e já tinha ficado empolgada com ele antes, agora com sua resenha fiquei ainda mais! Estou mesmo querendo uma leitura leve é diferente, me fez lembrar de "Eu estive aqui" que a amiga tenta provar a causa da morte de sua amiga! Parabéns pelas fotos e pela resenha!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  10. Olá.

    Infelizmente não tenho muito interesse em ler esse livro, mas gostei bastante da história. E concordo com você sobre perder entes queridos, perdi meu pai há 17 anos (tinha 3 na época e atualmente tenho 20) e até hoje é um pouco difícil seguir em frente sem sentir saudades. Enfim, adorei sua resenha.

    https://esquadrao-literario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Tô meio nessa vibe ultimamente, só via esse livro, por fotos, mas nunca tinha parado pra ler, nem ouvir algo sobre ele. E fiquei bastante interessado, além de ser uma linda edição.

    ResponderExcluir
  12. Oi, adorei poder ler suas impressões sobre o livro, ainda não tinha lido sobre,as gostei bastante do tema e quero.ler em breve. Obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  13. Oi Pollyanna, como está?
    Já vi algumas resenhas desse livro e todas me deram a impressão de que é uma leitura bem edificante, considerando a temática de superar a perda de alguém que amávamos, com o agravante de que as pessoas estavam brigadas, o que torna a parte de se conformar muito mais difícil. Dica anotada!
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oie,
    Menina eu vi esse livro em uma resenha que o Victor Almeida fez e eu fiquei tipo AAAAAAAAAAAA Eu preciso ler esse livro.
    Eu estou realmente querendo MUITO ler esse livro, porque parece ser tão sensível e tão lindo...
    Com certeza eu lerei ele.
    Parabéns pelo blog e pela resenha :3

    ResponderExcluir
  15. Olá,

    Já estava curiosa por esse livro, mas só agora compreendi que se trata de uma criança lidando com a perda, com certeza isso deve deixar o livro com carga emocional mais pesada e ainda assim reflexiva. Fiquei curiosa pela narrativa e adorei os elementos apontados por você. Em breve pretendo fazer essa leitura também.

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bom?

    Não conhecia o livro, mas adorei conhecer pela sua resenha. É o tipo de história boa para sair de uma ressaca literária ou ler depois de algum livro denso.

    Seu blog é muito lindo.
    Beijos:*

    ResponderExcluir
  17. Oieee tudo bem?
    Esse livro tem uma capa linda e uma premissa muito boa, desde que vi pela 1 vez me chamou a atenção e vendo sua resenha vejo que a história passa uma linda mensagem, espero ler em bfeve4.

    Bjs jany

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oie! Tudo bem?

    Peguei a mania de desejar ler algum livro e não procurar sobre e deixar na curiosidade mesmo, ou seja, novamente aconteceu de eu querer ler esse livro mas não saber sobre o que se tratava até a sua resenha, mas essa só me instigou a curiosidade mais ainda! Espero gostar da leitura quando a ler!

    Bjss

    ResponderExcluir
  19. Oie, concordo com você e me identifico muito quando você diz que esse não foi o livro da sua vida, para mim também não foi, mas assim como você fui cativada por ele com a história tão delicada e envolvente de suzy e também não consegui largar, apenas me incomodei um pouco com tantas descrições das águas vivas.

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Já vi várias resenhas positivas sobre esse livro, mas nunca me chamou muito a atenção por realmente não achar tudo isso que todo mundo achou. Mas acho que deve ser uma leitura bem emocionante e gostosa de ser feita, acredito que um dia farei também.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Oiii,

    Não tinha me interessado muito pela sinopse do livro, mas fiquei surpresa e um tanto quanto surpresa pela idade da protagonista, ai que seja uma fase de questionamentos normalmente 12 anos não é uma idade em que se tenta descobrir as coisas rs.
    Suzy me pareceu ser uma menina muito forte e determinada, que não irá perder tempo com aquilo no que ela não acredita, achei bem interessante e já anotei a dica ;)

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  22. Oie
    muito legal sua resenha, esse é o tipo de livro perfeito para relaxar e refletir, fiquei muito curiosa desde que lançou e espero poder ler em breve, além dessa capa tão lindinha, adorei a dica

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oiee!!
    Não conhecia esse livro... Que capa mais lindinhaa!!
    Como é difícil para uma criança processar o luto né? Achei interessante a escolha da autora para o tema, e o fto da amizade delas estar fragmentada quanto aconteceu, só faz parecer o sofrimento ainda maior da menina.
    Imagino que a autora tenha trabalhado o tema com muita delicadeza, para que se tornasse uma obra tão boa.
    Espero ler algum dia.
    Obrigada pela dica!
    Um beijo.

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  24. Olá! Apesar de não ter sido o livro da sua vida, que bom que ele te conquistou de certa forma. Não conhecia a obra, pela resenha realmente apresenta ser um livro cativante. Adoro história que tem sua delicadeza e ao mesmo tempo emoção. Dica anotada. Beijos'

    ResponderExcluir
  25. Olá!
    Eu adoro livros que trazem grandes cargas emocionais. Lidar com a morte nunca é fácil. Eu perdi um amigo de uma forma muito marcante, vamos dizer assim (suicídio) e isso me deixou bem abalada na época. Eu adoraria poder conhecer essa história, parece ser bem emocionante e a capa é muito fofa. Vai para a lista.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  26. A capa desse livro é uma belezinha <3

    A sinopse é encantadora e já me sinto capturada por ele. Gosto de livros assim, carregado de reflexões e ensinamentos, com personagens cativantes e simpatizantes. Está na minha lista de desejados, a sua resenha é a primeira que leio desse livro e já me deliciou!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  27. Olá!
    Só pela sua resenha eu já tive vontade de pegar a Suzy e colocar num potinho hahaha com certeza é um livro que nos envolve e dá muito no que pensar, vi muita gente favoritando mesmo. Vou pegar para lê-lo em breve.
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  28. Olá, tudo bem?
    Já tinha lido outras resenhas deste livro, e a maioria é a mesma opinião, uma história cativante e alguns momentos emocionante. Fico curioso para conhecer essa criança, e seus anseios no desenrolar da narrativa. Suzy é aquele tipo de personagem que consegue me prender durante a narrativa, espeor poder ler em breve.

    ResponderExcluir
  29. Olá Pollyana,

    Estou doida para ler esse livro, e com sua resenha estou quase indo comprá-lo agora mesmo. Amo leituras que envolvem drama e crescimento dos personagens, que nos fazem ter mais empatia e tentar entender como os outros se sentem em determinados assuntos. Entro para minha lista de leituras....

    Beijos e obrigada pela resenha...

    http://floraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir