Resenha #126: Ligeiramente Perigosos

Título: Ligeiramente Perigosos
AutorMary Balogh
Editora: Arqueiro
Nº de Páginas: 304


Aos 35 anos, Wulfric Bedwyn, o recluso e frio duque de Bewcastle, está ávido por encontrar uma nova amante. Quando chega a Londres, os boatos que correm são os de que ele é tão reservado que nem a maior beldade seria capaz de capturar sua atenção.
Durante o evento social mais badalado da temporada, uma dama desperta seu interesse: a única que não tinha essa intenção. Christine é impulsiva, independente e altiva – uma mulher totalmente inadequada para se tornar a companheira de um duque. Ao mesmo tempo, é linda e muito, muito atraente.
Mas ela rejeita os galanteios de todos os pretendentes, pois ainda sofre para superar as circunstâncias pavorosas da perda do marido. No entanto, quando o lobo solitário do clã Bedwyn jura seduzi-la, alguma coisa estranha e maravilhosa acontece. Enquanto a atração dela pelo sisudo duque começa a se revelar irresistível, Wulfric descobre que, ao contrário do que sempre pensou, pode ser capaz de deixar o coração ditar o rumo de sua vida.
Em Ligeiramente Perigosos, o sexto e último livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh conclui a saga desta encantadora família em uma trama repleta de cenas sensuais, tiradas espirituosas e personagens à frente de seu tempo. Ao unir um homem e uma mulher tão diferentes, ela mostra que o resultado só poderia ser um par perfeito.

Olá pessoal, tudo bom com vocês? Hoje venho com a resenha do sexto e último livro da série “Os Bedwins”: Ligeiramente Perigosos. Esperei por esse livro desde o primeiro exemplar da série, quando Wulfric fez sua primeira aparição com seu monóculo e a leitura não podia ter me encantado mais! Vem que conto um pouquinho para vocês sobre esse livro.


Como já dito, o último livro da série vai nos trazer a história do irmão mais velho dos Bedwins, o Wulfric. Já o começamos vendo uma faceta do personagem que só foi mostrada no quarto livro da série. O mesmo está todo sentimental e se sentindo sozinho, já que após a perda da avó e o casamento de todos os irmãos, ele acabou só na propriedade da família.

O duque de Bewcastle, absolutamente solitário em seu poder, em seu esplendor, na magnífica mansão londrina que o cercava, continuou a encarar o nada enquanto tramborilava com os dedos no queixo.

E é por se sentir sozinho que o Duque de Bewcastle acaba aceitando participar de um evento que não combina em nada com ele. Nesse evento ele acaba conhecendo Christine, uma mulher que parece atrair situações embaraçosas, totalmente o oposto do homem reservado e contido que o mesmo é.

De algum modo, aquilo parecia inevitável, pensou Wulfric com um suspiro sofrido – sentindo a dor no nariz e os olhos lacrimejando. Algum anjo mau devia ter mandado aquela mulher para aquela temporada festiva só para atormentá-lo – ou para lembra-lo de nunca mais tomar uma decisão impulsiva.

Mas como aquela velha máxima de que os opostos se atraem não falha, Wulfric vai se ver cada vez mais envolvido com a moça, ajudando-a nas situações mais embaraçosas e ficando cada vez mais encantado com ela. O problema? Parece que esse sentimento não é recíproco.

_ Acho que devemos manter distância e rir dele de longe caso o sujeito se revele tão pretensioso e arrogante quanto diz sua fama – retrucou Christine – Não admiro nobreza carente de conteúdo.

Christine, além de ter certo preconceito em relação ao Duque, não quer ter nenhuma relação com um nobre, já que passou por algo semelhante no passado que a deixou infeliz.

É junto a esses personagens orgulhosos e preconceituosos um com o outro que vamos vendo o desenrolar de um romance maravilhoso, que encanta, envolve e faz com que o leitor se apaixone de vez pela série de Mary Balogh.



O “frio”, “sem sentimentos” e “intransigente” Wulfric nos mostra nesse livro que ele tem sim um coração e que há um personagem encantador por trás da fachada construída pelo mesmo. Confesso a vocês que Wulf sempre me intrigou e eu sabia que podia esperar uma história maravilhosa por trás dele e saibam que não estava errada. Me apaixonei ainda mais pela série, pelo Duque e finalmente pude conhecer um pouco mais sobre ele, sobre suas escolhas e claro, sobre o peso que o título teve em sua formação e vida. Além de toda história por trás do mesmo, sabe com quem ele se parece? Com Mister Darcy, de Orgulho e Preconceito! Agora me digam, como não se apaixonar por um personagem assim?

Christine não fica atrás e, com alguns traços de Elizabeth Bennet e particularidades suas, a personagem nos conquista com sua maneira irreverente e com a vivacidade que emana. É uma daquelas personagens de quem desejamos ser amigas sabe? Em seu passado, a mesma foi casada com um nobre e, devido a seus modos que atraiam desastres e atitudes escandalosas, a mesma teve um fim de casamento infeliz e por isso não quer ter nenhuma relação com nobres como Wulfric, que mesmo sem conhecer, acredita que apagaria a vivacidade e a luz de qualquer pessoa.

Os dois juntos são um lacre só. A cada nova cena, um novo suspiro, risada ou frustração, daquelas que você tem vontade de socar os dois para que vejam o que está na cara para nós leitores. Isso é ruim? Nem um pouco! Fortes emoções em romances de época são maravilhosas! Rs

Além dos personagens e de um romance de tirar o fôlego, ainda temos a participação dos Bedwyns, com seus narizes em pé, mas, com todo seu encantamento e ideologias de que o que realmente importa é o amor e nenhuma convenção social está acima disso.

As cenas dos mesmos rendem boas risadas e isso só fez com que eu sentisse mais saudades de toda essa série ao ler a última página desse livro.

Recomendo esse livro e toda série, na verdade, com a certeza de estar indicando a vocês histórias únicas, super bem escritas e que vão ficar no coração, com todos os seus enredos, personagens e romances incríveis. Mary Balogh ganhou um lugar muito especial em meu coração e, com este último livro, acabou ganhando o título de uma das minhas autoras favoritas de romance de época. Vale muito a pena conferir!

Bem pessoal, é isso! Espero que tenham gostado da resenha e que não deixem de comentar. Beijos e até o próximo post!


18 comentários:

  1. Ola
    Eu sou fascinada pelo trabalho da autora e sempre recomendo muito a leitura dessa série. É impossível não suspirar com os dois juntos né! Adorei poder ler suas impressões a respeito e por ter me identificado tanto diante de suas palavras.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho o primeiro e o quinto volumes da série, tenho que comprar os outros para finalmente começar a ler. Eu adoro esse tipo de personagem mais sisudo, sempre tem uma razão para tal comportamento e adoro quando o personagem vai desabrochando. Espero conseguir ler em breve. Só não gosto dessa capa, esse cabelo parece muito oleoso! Hahahahahahah

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Bom diaaaaa
    Como não se apaixonar por esta siéfie da Mary
    Ela tem um dom para escrita maravilhoso
    Ainda não li o livro do Wulfric
    Mas já comprei o meu!
    Está autora se supera em tudo que ela se propõe e isto é perfeito
    Árabes pela resenha e espero me encantar por este casal assim como vc

    ResponderExcluir
  4. Adorei suas fotos!
    Ainda não li nenhum livro da série, mas confesso que apesar de você recomendar, não fiquei curiosa pra conferir a história.
    Mas adorei saber que o personagem frio se mostra com sentimentos, deve ser bacana acompanhar isso!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  5. Olá estou louca para iniciar minhas leituras de romance de época, já inclui esse na lista também, adorei a postagem suas fotos ficaram lindas parabéns, beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oii, tudo bem?
    Gosto muitoooo de romances de época e esse é um livro que quero muito ler. Acredito que a série seja viciante, o fato de ter um personagem com coração por trás de toda essa máscara não me atrai muito, mas talvez durante a leitura eu mude de opinião.
    Fico feliz que tenha gostado, fiquei bem animada com seus comentários.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?

    Cada resenha que leio de um romance de época da Arqueiro, minha lista aumenta. Adoro esses romances, é sempre um melhor que o outro. Não vejo a hora de ler todos os que estão na minha lista. Adorei a resenha, obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  8. Oiee, tudo bem? Adorei a resenha, as fotos ficaram lindas <3

    Eu gosto muito de romances de época, e apesar de no momento não querer começar nenhuma série nova, eu estou bem empolgada para ler Os Bedwins, pois só leio comentários positivos a respeito dos livros. Espero ter a oportunidade de conferir e gostar bastante também :D
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  9. Todo mundo tem falado bastante sobre essa série e confesso que me deixaram curiosa. A única coisa que faz com que eu desanime é que os romances de época da atualidade tem se tornado algo muito repetitivo. Gostaria de algo diferente. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Estou interessada em ler essa série, uma por ver boas críticas a respeito, duas por ser romance de época - particularmente amo -, três por ser publicado pela editora Arqueiro. Não sei contudo quando vou começar a ler, pois tenho outras séries que quero terminar antes. Ter visto que a série terminou bem, foi um final que valeu a leitura me animou bastante, porque é mega frustrante você ler uma série inteira e o fim ser um desastre. Curti sua resenha, bexitus!

    |amorlivresco.wordpress.com|

    ResponderExcluir
  11. Tenho visto coisas muito positivas sobre essa série ultimamente, o que me deixa levemente triste (rsrsrs), pois aumenta o meu desejo por lê-la! Eu amo romances de épocas, e já tenho uma lista enorme (do gênero) para ler , mas irei ler asssim que puder! A Arqueiro tem se destacado muito no gênero (sinto cheiro de leitores falindo? rsrs). Que bom que o final da série foi bom! Beijos do Wes ^^

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Ai romances de época são um amor só! <3 Eu finalmente comecei a ler essa série e estou amando! Ainda estou no quarto livro, mas Wulfric me chamou atenção desde o começo haha Quero muito chegar nesse último para saber como esses dois personagens tão diferentes e parecidos ao mesmo tempo conseguem finalmente se acertar haha Adorei a resenha, você me deixou com ainda mais ansiedade para esse final! Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que não costumo ler muitos romances de época, mas alguns chamam bastante a minha atenção e esse livro foi um deles, pois traz uma premissa bem interessante. Deve ser bem bacana para quem acompanhar a série ver o Wulfric mostrando que tem um coração e o romance dele com a Christine parece ser de tirar o fôlego mesmo. Enfim, gostei bastante de conferir suas impressões e espero um dia ler a série.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Amo romances de época, então se você me disser que um é bom, eu vou estar lendo no dia seguinte hahaha tenho quase certeza de que já li o primeiro da série, mas faz muito tempo e não lembro de nada, claro que eu vou recomeçar!! Já estou ansiosa para chegar nesse aí.
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Estou com meu livro deste na fila e louca para conhecer melhor o Wulf.
    Nos outros livros ele é sempre todo frio e distante, sempre imaginei como seria quando ele fosse finalmente fisgado por uma mulher, e pelo jeito o livro é completamente engraçado e sensual.
    Adorei sua resenha e com certeza farei a leitura do meu em breve para conferir o desfecho dessa série também

    ResponderExcluir
  16. Oie, ai que resenha linda...
    Confesso pra você que eu amo muito romances de época e as capas da série são simplesmente lindas demais. Esse último livro pelo que pude ver, realmente vale muito a pena ser lido e a autora soube finalizar a série com chave de ouro.

    Dica mais do que anotada!

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  17. Oi, tenho que confessar que comecei essa série, mas acabei não podendo continuá-la e já não me recordo nada de seus personagens. Mas como você disse que o desse tem uma aparição apenas no quarto acredito que seja por isso. Eu acabei de ler Onze leis a cumprir na hora de seduzir e tem essa mesma característica da protagonista viver se metendo em situações embaraçosas. Amo quando tem essa resistência de algum deles apenas para refletir em cenas divertidas até o momento que ambos não conseguem mais ficar longe. Confesso que desconhecia sobre o que se tratava a obra, mas já amei e quero ler. Espero poder completar e ler a série da forma certa dessa vez, mas realmente é impossível não suspirar e amar esses romances de época encantadores. Eu sou apaixonada!
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  18. Tenho muita vontade de ler essa série de livros, mas ainda não tive a oportunidade - leia-se tempo - de inclui-los na minha lista de leitura. As capas sempre são lindas, os personagens parecem ser encatadores.

    A escrita da autora também parece ser capaz de nos prender por horas! Comecei recentemente no mundo dos romances de época, então to doida para começar essa série!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir